Estátua da Liberdade

Depois de contarmos sobre Nova York e falar sobre alguns passeios na Big Apple chegou a hora de complementar com mais pontos turísticos e locais para conhecer na cidade que nunca dorme.

Para começar o post vamos falar sobre uma forme de economizar nos passeios. Cada atração tem um custo que não é baixo (USD 22, 28,32…..e por aí vai). Então é importante que esse custo seja corretamente computado na hora de planejar a viagem para não gerar um susto quando for somar todos os ingressos. A gente optou por comprar o NY City Pass porque tinha exatamente o que a gente queria visitar e somando os valores a economia foi boa. O passe dá acesso em 6 atrações de Nova York, sendo que duas atrações você tem que escolher entre “A” ou “B”:

Claro que a decisão sobre o que visitar (e o que é “legal” e “imperdível”) varia muito e por esse motivo a gente vai passar algumas informações para que cada um decida o que é mais importante visitar (PS: a maior parte das atrações do NY City Pass a gente falou no primeiro post sobre passeios em NY).

A gente falou sobre o Empire, o museu de História Natural, o MET e o Top of the Rock no post anterior. Quando a gente visitou NY na opção 5 do City Pass a gente pegou o cruzeiro da Circle Line (e não descemos na ilha da Estátua da Liberdade). Decidimos por não ir na estátua porque o Guto queria subir até a “coroa” mas esse ingresso tem que ser comprado com muita antecedência e quando tentamos já estava esgotado. Como a melhor visão da estátua é pela água a gente não viu necessidade de descer na ilha e por isso pegar o barco que navegasse pelo litoral da Manhattan pareceu mais atrativo. Para quem quiser subir na estátua nossa dica é comprar antecipadamente o ticket.

Para pegar o barco (que faz o cruzeiro ou que vai até a ilha) tem que ir no pier que fica no lado “esquerdo” de Manhattan. Compre sempre o ticket de empresa credenciada pelo governo para operar os passeios para a estátua ( Circle Line por exemplo ) e cuidado com os golpes que os vendedores de passeios aplicam em turistas ( eles vendem um ônibus para o parque Liberty em New Jersey como se fosse a Estátua da Liberdade. Até o Alec Baldwin caiu nessa! )

Falando sobre o passeio: o barco é de um bom tamanho e a navegação foi tranquila, sem mexer muito. Ele sai do pier e vai navegando em direção a estátua, passa na frente (ótimo para fotos), de lá vai em direção a Governors Island e então passa por baixo de várias pontes que ligam Manhattan ao Brooklin (inclusive aquela famosa que todo mundo quer fotografar). Como o barco vai e volta não é necessário ficar indo de um lado ao outro para pegar os melhores ângulos de foto: garanta um bom lugar em um dos lados e vai conseguir fotografar tudo com calma e ainda curtir o passeio.

Ponte do Brooklin

Quem quiser um passeio mais radical (por fora do City Pass) a Circle Line vende um passeio em uma lancha chamada “The Beast” – é bem rápida e com direito a curvas acentuadas e splash de água no rosto. Nesse passeio uma GoPro é muito mais útil que uma câmera normal.

Logo ao lado do pier aonde é o embarque para o cruzeiro fica ancorado o Intrepid, um porta aviões que é um museu. Gigante e cheio de atrações principalmente para quem se interessa por aviação e máquinas militares – lembrando que o ingresso pode estar incluso no City Pass.

Porta aviões e museu Intrepid

Shake Shack

Para quem curte sanduíches e fast food a gente recomenda o Shake Shack. Existem alguns endereços em NY e é uma opção para um lanche rápido, gostoso e com bom custo benefício (e as batatas fritas são incríveis)

As famosas fritas!!!!
Interior do Shake Shack

“Feirinha”

Quem curte comprar bugigangas que vão de chaveiro “I Love NY” passando por capa de celular, camiseta, bolsa, pulseira e tudo mais uma dica é uma feirinha que tem na 8 Avenida. Ela costuma ser movimentada e fica mais cheia no final do dia.

Ainda tem bastante atração em NY e por isso vamos continuar em um outro post. Como vocês perceberam a “cidade que nuca dorme” tem uma lista interminável de coisas legais para fazer e conhecer.

OBS: As marcas e empresas mencionadas no post são propriedade de seus respectivos donos/acionistas. Não recebemos nenhum tipo de incentivo das marcas para escrever e nossas opiniões vem de experiência pessoal, que podem ser muito diferentes de outras pessoas. Também não temos como garantir que os valores aqui apresentados sejam os mesmos que o viajante vá encontrar.

É proibida a reprodução de qualquer parte sem expressa autorização dos autores


0 comentário

Deixe uma resposta